O processo criativo de uma reportagem em quadrinhos

21/04/2009

Como postado abaixo, o quadrinho da Marcha da Maconha surgiu dentro de uma revista universitária. Para sua criação, alguns metódos de jornalismo em quadrinhos foram pesquisados. O processo de criação da HQ será apresentado no Intercom – XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, nos dias 14 a 16 de maio. Segue abaixo o resumo e link para leitura do artigo resultado da pesquisa em jornalismo e quadrinhos.

RESUMO
A reportagem em quadrinhos A Marcha da Maconha é o relato da experiência de dois jornalistas presentes no evento dae manifestação. A marcha foi proibida, mas houve protestos em prol da democracia. Os repórteres entrevistaram os militantes, além de registrarem os momentos através de fotos. Através desse material, transcriaram a reportagem para os quadrinhos, mostrando que a simbiose entre jornalismo e a nona arte é possível: não se perde o cunho informativo jornalístico, nem a artisticidade dos quadrinhos. Essa junção funcionou como atrativo para leitores, e permitiu uma exploração sensível das personagens e fatos envolvidos nas situações narradas.
PALAVRAS-CHAVE: Jornalismo, história em quadrinhos, marcha da maconha, jornalismo em quadrinhos, jornalismo cultural.

Leia artigo na íntegra AQUI!


Marcha da Maconha em Quadrinhos

18/04/2009

No dia 04 de maio de 2008 fui para a Marcha da Maconha de Salvador com a repórter Hortência Nepomuceno. A Marcha não aconteceu, pois estava proibida, mas isso não evitou que manifestantes aparecessem para reinvidicar seus direitos à livre expressão. A polícia, no entanto, estava presente e bem preparada para fazer valer as decisões judiciais. O que seguiu foi transformado em quadrinhos desenhados por Fabiano Gummo e publicados na Revista Fraude 6.

A revista pode ser acessada, para leitura online, no link: http://issuu.com/revistafraude/docs/fraude_6 ou pode ser adquirida através do email: marcelocaterpillar@gmail.com

Para ir direto para a HQ, acesse AQUI.

Para baixar a HQ: Rapidshare